Eliana nega inimizade com Xuxa e fala de Angélica

Depois de fazer visita à TV Globo, Eliana esteve na Record para uma entrevista ao Programa do Porchat. Na atração que foi ao ar nesta segunda-feira (24), a apresentadora do SBT lembrou sua gravidez de risco de Manuela, que completou 1 ano neste mês, comentou a relação entre os filhos e negou rivalidade com algumas famosas.

“Nunca fui inimiga de nenhuma delas. Eu ia na casa da Xuxa, ia na casa da Mara, da Angélica menos… A Angélica era mais reservada. Mas sempre tive uma ótima relação com todas”, garantiu. Recentemente, as duas se divertiram ao serem confundidas por Geraldo Alckmin, candidato à Presidência da República, informa o Terra.

“Enquanto elas tinham balé e cenários, eu não tinha nada”

Completando 30 anos de carreira, a noiva do diretor Adriano Ricco emplacou na mídia com o sucesso infantil Os Dedinhos. “A Xu tinha um aparato muito maior que o meu. A Angélica tinha um castelo, a Mara chegava de trem e eu brincava com as crianças sentada no chão, era como uma amiga mais velha. Os Dedinhos surgiu de uma necessidade. Enquanto elas tinham balé e cenários, eu não tinha nada. Eu tinha um banquinho, cromaqui e uma câmera. Comecei a fazer dancinhas com as mãos. Comecei a cantar Dedinhos com meus sobrinhos em casa, eles pediam mais, gostaram e levei para o programa. Uma gravadora me chamou e foi um sucesso”, lembra.

Eliana teve ajuda de sexóloga com transição de programa

Ainda no bate-papo, a loira contou que precisou de terapia para poder transitar do infantil para o programa adulto, o Tudo é Possível: “Tive aula com uma sexóloga para ser mulher em frente às câmeras. Por trabalhar com criança, não deixava minha sensualidade aflorar na tela. Falava mais fino, não colocava roupas curtas, não pintava as unhas de vermelho nem colocava batom dessa cor. A sexóloga dizia: ‘rebola, minha filha, pode cruzar a perna, usa uma minissaia’. Fiz terapia com ela, pois quando ligava as câmeras eu estava condicionada a ficar mais doce, mais menina”.

25/09/2018