Samu treina mais de 160 profissionais sobre técnicas de imobilização

Médicos, enfermeiros, condutores socorristas e técnicos de enfermagem iniciaram uma atualização em procedimentos de imobilização, promovida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O treinamento, que ocorre no auditório do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Samu Maceió, foi iniciado nesta terça-feira (22) e prossegue até o dia 4 de junho.

As aulas contam com técnicas de imobilização da coluna vertical, membros superiores e inferiores; particularidades em imobilizar crianças e idosos, além da utilização correta do K.E.D, dispositivo utilizado para fazer retiradas rápidas, como por exemplo, do interior de um veículo. O treinamento é voltado para 168 profissionais de saúde do Samu Maceió e das 16 Bases Descentralizadas, ligadas à Central de Regulação da capital, além do Hospital Geral do Estado (HGE).

Para Tatiana Almeida, enfermeira e instrutora do NEP do Samu Maceió, a atualização segue as novas diretrizes da 8ª edição do PHTLS, protocolo internacional, utilizado pelos serviços de atendimento pré-hospitalares, envolvendo traumas. “Com esses treinamentos, nós teremos profissionais com conhecimento das mesmas técnicas, falando uma mesma linguagem. Esta atualização trará benefícios para a população, que terá socorristas ainda mais preparados e prestando um atendimento ágil e qualificado”, ressaltou.

Técnicas – Entre as técnicas treinadas, estão o rolamento e empranchamento do paciente, a utilização do colchão a vácuo, equipamento destinado ao deslocamento de pacientes em locais difícil acesso. Também fazem parte das técnicas, os procedimentos de realinhamento dos membros superiores e inferiores, que devem ser feitos antes da imobilização.

Entre os profissionais que estiveram presentes na primeira turma, a técnica de enfermagem, Juliana Trindade, destacou a importância do treinamento. A socorrista já está no Samu há 13 anos, mas, por problemas de saúde, ficou quatro anos afastada das ocorrências de rua.

“Voltei para as viaturas faz menos de um mês e essa atualização veio no momento certo para mim. Treinamentos são sempre importantes para nós que estamos diariamente na rua, lidando com vidas. Saber lidar corretamente com a situação de determinado paciente é importante para não agravar esse quadro de saúde”, disse Juliana Trindade.

Ascom – 23/05/2018